Quora expõe informações de 100 milhões de usuários em recente fuga de dados

Quora expõe informações de 100 milhões de usuários em recente fuga de dados

O popular site de perguntas e respostas relatou que o acesso não autorizado aos seus sistemas comprometeu os dados de milhões de usuários.

O popular site de perguntas e respostas relatou que o acesso não autorizado aos seus sistemas comprometeu os dados de milhões de usuários.

O site Quora comunicou através de seu blog que havia sido vítima de um acesso não autorizado aos seus sistemas no último dia 30 de novembro, o que causou o vazamento de informações pessoais dos usuários. Na declaração, o popular site de perguntas e respostas confirma que há aproximadamente 100 milhões de usuários afetados e que alguns dos dados das contas que foram comprometidos são: nome, e-mail, endereço IP, ID de usuário, senha criptografada, configuração da conta do usuário e dados de personalização.

Além disso, também foram vazados dados das redes vinculadas (caso o usuário tenha autorizado), como contatos, informações demográficas, interesses e tokens de acesso, além de conteúdos publicados na plataforma.

Embora os administradores da página acreditem ter identificado a causa que permitiu o incidente e já tenham tomado medidas para resolvê-lo, eles continuam investigando o que aconteceu em busca de mais detalhes. Por outro lado, a empresa está comunicando o incidente, através de e-mail, aos usuários que foram afetados pela brecha de segurança, já que se trata apenas de uma porcentagem dos usuários.

Embora os dados de acesso estejam criptografados, por medida de precaução, a empresa resetou a senha dos usuários. Como parte das recomendações, o Quora sugere não reutilizar a senha para outros serviços e recomenda alterá-la.

O serviço também disponibiliza um site com as respostas para as perguntas mais frequentes dos usuários. Aqueles usuários que desejam obter uma cópia dos dados coletados pelo Quora podem enviar um e-mail para privacy@quora.com e receberão um arquivo com as informações dentro de 72 horas.

Este é mais um caso de vazamento de informações após a recente brecha de segurança que afetou 500 milhões de hóspedes da rede de hotéis Marriott.

Leia também:

Discussão