10 dicas para evitar golpes na Black Friday

Cuidado com alguns dos golpes mais comuns que circulam durante a Black Friday.

Cuidado com alguns dos golpes mais comuns que circulam durante a Black Friday.

Com a chegada da Black Friday e Cyber Monday, os golpistas também estão intensificando seus esforços para se aproveitarem de usuários desatentos durante o que é tradicionalmente o período de caça às promoções mais movimentado do ano. Em 2021, os consumidores gastaram US$ 8,9 bilhões na Black Friday e US$ 10,7 bilhões na Cyber Monday.

Como as pessoas estão voltadas para as compras de presentes de Natal, os golpistas também aparecem com força total. As promoções podem ser a melhor forma de fazer com que alguém clique em um link suspeito. Por isso é tão importante estar sempre atento neste período do ano e ficar de olho nos golpes mais comuns que circulam nesta época de compras. Veja alguns dos golpes mais comuns:

  • Ofertas falsas: estas podem ser as mais sorrateiras. Pode ser uma mensagem de texto encaminhada por um amigo ou um post no Instagram informando sobre uma promoção irresistível. Entusiasmado para comprar o produto, você abre um link, informa seus dados pessoais e digita os detalhes de seu cartão de crédito. O que você “comprou”, entretanto, nunca será entregue, e suas informações pessoais estarão nas mãos de cibercriminosos.
  • Gift card falsos: assim como as ofertas falsas envolvendo gadgets ou artigos de design, você pode receber uma oferta de um gift card de presente com um valor bastante atrativo. O problema é quando o link no e-mail ou mensagem de texto que seria supostamente para solicitar o seu gift card acaba instalando uma ameaça ou fazendo com que você perca seus dados pessoais.
  • Pedidos falsos e entregas pendentes: “a entrega do item que você comprou está pendente, pague o saldo restante de US$ 1,5 para recebê-lo”. Receber uma mensagem SMS deste tipo deve fazer com que o sinal vermelho seja ligado, inclusive se o remetente estiver se passando por uma empresa de entrega confiável, como Correios, DHL ou UPS. Portanto, se isto acontecer, não clique em nenhum link, caso contrário você será levado a um site falso que lhe pedirá para inserir mais detalhes para comprovar sua identidade ou pagar uma suposta taxa. Em alguns casos, você pode acabar baixando malwares em seu dispositivo sem nem se dar conta do que está ocorrendo.

Como você pode evitar ser vítima de golpes?

  • Esteja atento aos riscos: os golpistas usam algumas das formas mais criativas para nos enganar. Mesmo as pessoas mais cautelosas são enganadas. Portanto, você não precisa ser paranoico, mas definitivamente tenha cuidado com as ofertas “boas demais para serem verdade”, e tenha em conta que quanto mais tecnologia usarmos e quanto mais confiança tivermos em tudo o que está na Internet, maior será a probabilidade de nos tornarmos mais uma vítima.
  • Acessar sites legítimos: a maneira mais fácil é comprar em sites conhecidos. Mas isto não significa que não se recomende fazer compras nas lojas on-line menores. Para saber se um site é realmente confiável, digite a URL da loja em vez de clicar em um link aleatório. Cuidado com erros gramaticais e outros sinais de alerta, e verifique se o site usa o protocolo HTTPS. Você também pode procurar comentários no Google sobre lojas e sites específicos.
  • Cuidado com golpes nos marketplaces: muitas pessoas estão fazendo um ótimo trabalho de promoção de seus produtos no eBay, Instagram ou Facebook Marketplace. Mas como estas são plataformas tão fáceis de montar, é provável que alguns vendedores sejam na verdade golpistas. Sempre verifique quem está vendendo, assim como seus antecedentes e comentários. Além disso, não faça pagamentos por transferência bancária ou PIX. Em vez disso, peça para usar outros métodos de pagamento, como o PayPal, que oferece reembolsos aos compradores que não recebem o que pagaram.
  • Cuidado com os links enviados por amigos através de redes sociais: assim como você pode cair em um golpe, seus amigos também podem ser vítima de fraudes e encaminhar links que direcionam os usuários para sites suspeitos que prometem alguma promoção. Não abra tais links sem verificar se o site é realmente legítimo. Além disso, contas roubadas são normalmente usadas para divulgar produtos falsificados ou realizar campanhas de spam em grande escala.
  • Escolha métodos de pagamento seguros: faça uso das tecnologias atuais para pagar com segurança. Pergunte ao seu banco se é possível receber um cartão virtual temporário para compras únicas. Desta forma, se você cair em um golpe, não fornecerá seus dados reais de conta e o cartão não poderá ser usado por criminosos. Você também pode usar um processador de pagamentos como o PayPal.
  • Cuidado com as ofertas que são boas demais para serem verdade: esta é a regra de ouro para evitar golpes na Internet. Se você se deparar com uma promoção incrível, saiba que existe grande chance de ser um golpe. Entusiasmar as pessoas com a perspectiva de conseguir aquele produto que tanto desejam por um preço super barato é uma prática bastante antiga.
  • Não use redes Wi-Fi públicas: os pontos de acesso de Wi-Fi gratuitos pode ser bastante úteis, mas também representam riscos significativos e nunca devem ser usados para certas atividades, tais como compras on-line ou operações bancárias. Os cibercriminosos podem facilmente comprometer uma rede insegura e usá-la para monitorar o tráfego das vítimas e redirecioná-las para páginas de login falsas, ou podem criar pontos de acesso “gêmeos”. Este último envolve a criação de uma rede Wi-Fi maliciosa que leva um nome semelhante a um ponto de acesso legítimo para enganar as pessoas a se conectarem a essa rede. Os criminosos podem então capturar quaisquer dados que enviados por usuários através dessa conexão, incluindo senhas e detalhes bancários, ou comprometer o dispositivo da vítima com alguma ameaça.
  • Use uma VPN: caso realmente seja necessário usar uma rede Wi-Fi pública, uma maneira de minimizar os riscos é usar uma rede privada virtual (VPN) que codifica seus dados à medida que são transmitidos através da rede pública. Com seu tráfego protegido através deste túnel seguro, os cibercriminosos não poderão interceptar suas informações pessoais. Como um benefício adicional à sua privacidade, uma VPN irá esconder sua localização e o ajudará a evitar ser rastreado na Internet e navegar na web de forma privada.
  • Ative a autenticação de dois fatores: usar uma senha segura é muito importante, mas a autenticação de dois fatores, também conhecida como autenticação multifator (MFA), tornará seus logins muito mais seguros. Isto pode ser tão simples quanto um código enviado para seu número de telefone via SMS ao tentar fazer login ou, melhor ainda, um código enviado via um aplicativo de autenticação que é emparelhado com sua conta ou uma chave de segurança de hardware. Desta forma, será muito mais difícil para os criminosos acessar suas contas, mesmo que seus dados de login tenham sido comprometidos em algum vazamento de dados.
  • Mantenha seus dispositivos seguros: simples e eficaz. Atualize o sistema operacional em seu smartphone, computador ou tablet para a última versão disponível e também mantenha todos os seus aplicativos e outros softwares atualizados. Isto garantirá um grau muito maior de proteção contra vulnerabilidades conhecidas. Ao mesmo tempo, use uma solução de segurança em cada um de seus dispositivos que o proteja de ameaças em tempo real.

Como os golpistas estão constantemente à procura de novas vítimas, tente ficar protegido através destas dicas, principalmente durante o período da Black Friday.

Cadastre-se para receber por e-mail todas as atualizações sobre novos artigos que publicamos em nossa seção referente à Crise na Ucrânia.

Newsletter

Discussão