Alerta sobre golpes relacionados à vacina contra a Covid‑19 | WeLiveSecurity

Alerta sobre golpes relacionados à vacina contra a Covid‑19

Apesar do Brasil ainda não contar com um calendário de vacinação contra a Covid-19, cibercriminosos estão tentando lucrar com a distribuição de vacinas pelo mundo.

Apesar do Brasil ainda não contar com um calendário de vacinação contra a Covid-19, cibercriminosos estão tentando lucrar com a distribuição de vacinas pelo mundo.

O Departamento do Tesouro dos EUA emitiu um alerta sobre ataques de ransomware, golpes e outros crimes cibernéticos que tentam explorar a distribuição de vacinas contra a Covid-19.

“A Financial Crimes Enforcement Network (FinCEN, sigla em inglês) está emitindo este alerta às instituições financeiras sobre o perigo de golpes e ataques de ransomware que tentam se aproveitar da distribuição de vacinas contra a Covid-19”, diz um alerta da FinCEN publicado no último dia 28 de dezembro.

O alerta destaca que “os cibercriminosos, incluindo operadores de ransomware, continuarão se aproveitando da pandemia de Covid-19 e da corrida para desenvolver e distribuir vacinas contra o vírus”. A FinCEN destacou a importância de que bancos e outras instituições financeiras fiquem de olho no ransomware que utiliza a distribuição e as cadeias de abastecimento necessárias para a fabricação da vacina.

Nos últimos meses, empresas farmacêuticas, pesquisadores e organizações envolvidas com o armazenamento e transporte de vacinas foram alvos de vários grupos de espionagem cibernética. Isso inclui uma campanha do grupo Lazarus que distribuía um malware que os pesquisadores da ESET vincularam ao grupo.

O primeiro a receber a vacina? Não acredito

O alerta do FinCEN também destaca um golpe que promete a venda de vacinas não aprovadas e comercializadas de forma ilegal ou a venda de falsas versões de vacinas aprovadas.

“Os cibercriminosos estão oferecendo, em troca de uma comissão, supostas vacinas antes mesmo do plano de distribuição oficial”, disse a agência.

Outras agências, como o FBI e a Federal Trade Commission dos EUA, bem como a Interpol e a Europol, também alertaram sobre vários tipos de golpes relacionados com a vacina, bem como sobre ofertas de vacinas falsas que circulam na dark web.

Algumas dessas atividades assumem a forma de ataques de phishing que visam o público em geral. Usando e-mails, mensagens de texto e ligações telefônicas, os golpistas tentam induzir as vítimas a divulgar seus dados pessoais sob o pretexto de que estão avaliando sua elegibilidade para a vacina, incluindo-as em supostas listas de espera com a esperança de que possam ser vacinadas o quanto antes.

Em 16 de dezembro, a FTC recebeu 275.000 denúncias de golpes e roubo de identidade relacionados à pandemia, com vítimas relatando a perda de US$ 211 milhões no total. Os golpes que exploram a ansiedade generalizada em torno da Covid-19 estão se espalhando tão rápido quanto o próprio coronavírus no início de 2020.

Ao longo dos meses, os golpes com assuntos relacionados ao coronavírus incluíram de tudo, desde a divulgação de máscaras inexistentes, kits de teste e curas milagrosas para enganar as vítimas, envio de e-mails com malware, supostas promessas de doações, dicas de saúde e apps falsos do auxílio emergencial.

Fique seguro

Como ficar seguro enquanto estamos esperando ansiosamente a vacina? Para começar, tenha cuidado com comunicações não solicitadas que oferecem alguma vacina, especialmente em troca de comissões ou de seus dados pessoais. Verifique fontes oficiais para obter informações atualizadas sobre a distribuição da vacina contra a Covid-19.

Como sempre destacamos, ficar atento é a melhor maneira de evitar ser vítima de um golpe. Evite clicar em qualquer link ou baixar qualquer anexo em e-mails ou mensagens que surjam do nada de fontes desconhecidas. Use a autenticação de dois fatores pelo menos em suas contas on-line mais importantes, bem como um software de segurança com proteção anti-phishing.

Newsletter

Discussão