Houseparty: excluir a conta ou desinstalar o aplicativo? | WeLiveSecurity

Houseparty: excluir a conta ou desinstalar o aplicativo?

Usando o Houseparty como exemplo, analisamos quais podem ser os benefícios de excluir a conta de um serviço que já não é mais usado em vez de apenas desinstalar o app.

Usando o Houseparty como exemplo, analisamos quais podem ser os benefícios de excluir a conta de um serviço que já não é mais usado em vez de apenas desinstalar o app.

Quando a pandemia provocada pelo novo coronavírus começou, milhões de pessoas passaram a usar o Houseparty, um aplicativo de videochamadas disponível para dispositivos móveis e PCs. Essa adesão esteve relacionada com as medidas de isolamento social decretadas em muitos países, o que fez com que as videochamadas se tornassem um sucesso ainda maior, deixando serviços como o Houseparty ou o Zoom entre os favoritos. Para entender o “boom” que esse app teve no início da pandemia, entre março e abril de 2020, o Houseparty registrou 50 milhões de novos usuários, enquanto que em fevereiro de 2020 o aplicativo havia sido baixado 533 mil vezes.

O gráfico mostra o aumento do número de downloads diários do app Houseparty no final de abril deste ano.

O Houseparty recebeu a atenção da imprensa mundial por uma série de razões, incluindo alguns rumores de que algumas contas foram atacadas, algo que nunca foi provado e que se acredita ter sido uma campanha de difamação. Mesmo assim, o aplicativo foi definitivamente um sucesso entre as gerações mais jovens – que o usaram para manter contato com seus amigos. Isso levou o aplicativo a se classificar entre os 10 melhores apps durante o primeiro período do isolamento social.

Embora o cenário da Covid-19 não seja o mesmo em todo o mundo, após vários meses, muitos países começaram a aplicar medidas mais flexíveis e até mesmo alguns estão tentando voltar à normalidade da forma mais segura possível, proporcionando a opção de voltar a ver um pequeno número de pessoas. Portanto, é muito provável que as “salas” do Houseparty não tenham a mesma demanda que antes.

Assim como ocorre com muitas pessoas que contam com vários apps instalados em seus smartphones que não usam, acredito que muitos usuários deixaram de abrir o aplicativo Houseparty em seus dispositivos em vez de excluí-lo, e provavelmente um número ainda menor decidiu excluir suas contas. “Mas você provavelmente esteja se perguntando qual seria a vantagem de excluir uma conta em vez de apenas apagar o aplicativo?”

O Houseparty, assim como muitos outros aplicativos, coleta detalhes básicos como nome, endereço de e-mail, data de nascimento, número de telefone, endereço, nome de usuário e senha ao criar uma conta. Esse tipo de app também pode coletar informações de localização do seu endereço IP e, além disso, também podem compartilhar todas essas informações com terceiros.

O que acontece quando você exclui sua conta Houseparty?

Quando excluímos nossa conta de uma rede social ou de qualquer outro serviço online, a maioria de nós provavelmente presume que o operador do serviço excluirá todas as nossas informações pessoais de seus sistemas. Nossos dados não podem ser usados posteriormente, como, por exemplo, para estratégias de marketing, o que é um ganho para a privacidade e uma perda para a coleta massiva de dados.

No entanto, em minha pesquisa, descobri que nem todos os aplicativos têm seguido as “regras” de exclusão de informações, mesmo quando informam a realização do processo. O pesquisador de segurança Saugat Pokharel recebeu US$ 6.000 por meio de um programa de bug bounty após descobrir que o Instagram retinha fotos e mensagens diretas privadas em seus servidores por um bom tempo mesmo após a exclusão dos arquivos. E o Instagram não é o único grande nome que cometeu esse pequeno crime nos últimos anos. No ano passado, o pesquisador de segurança Karan Saini descobriu que o Twitter manteve durante anos mensagens diretas que foram excluídas, bem como dados enviados de e para contas que foram desativadas e suspensas.

Decidi entrar em contato com a empresa responsável pelo Houseparty e perguntei qual seria a melhor maneira de remover meus dados de seus servidores. A resposta da empresa foi a seguinte:

“Geralmente, a exclusão da conta é a única maneira de remover dados de nossos sistemas. Observe que todas as informações de identificação pessoal relacionadas serão removidas assim que você processar a exclusão da conta.”

Ao excluir sua conta do Houseparty, você está restringindo o uso de seus dados e retirando o consentimento para ser rastreado. Porém, se sua conta não for excluída e caso a empresa seja vítima de uma brecha de segurança, suas informações poderão ser facilmente vendidas na dark web. A realidade é que os cibercriminosos nunca deixarão de atacar os servidores e, se seus dados estiverem entre os roubados, essas informações podem ser usadas ​​contra você.

Se você tem idade suficiente para lembrar do MySpace, provavelmente tenha tido uma conta nessa rede social. Em 2005, essa era a rede mais legal e popular que existia e possivelmente uma das primeiras redes sociais. Foi um ótimo lugar para encontrar amigos e bandas de música. Mas quando o Facebook e outros sites surgiram e dominaram, eu me pergunto quantos usuários do MySpace excluíram suas contas ou, inconscientemente, optaram por não realizar login nessa rede social novamente. Em 2016, as credenciais de login e dados relacionados a 427 milhões de contas do MySpace foram colocadas à venda na dark web, e tenho um palpite de que nem todas essas contas eram de usuários ativos. Esses dados roubados incluíam senhas, portanto, qualquer pessoa que os reutilizasse também poderia ter perdido o acesso a outras contas. Se as pessoas deixarem suas contas abertas e inativas, elas podem ser expostas a ataques futuros.

Recomendo que os usuários apenas insiram seus dados pessoais em casos absolutamente necessários e que utilizem uma VPN sempre que possível para os aplicativos que usam ou mesmo vendem suas informações. No Reino Unido, por exemplo, a lei de proteção de dados (GDPR) proíbe a venda de informações de identificação pessoal a terceiros sem o consentimento do usuário, mas é claro que tudo isso “se vai pela janela” quando um cibercriminoso rouba os dados em uma brecha de dados.

Embora você ainda tenha a oportunidade, está claro que é muito mais seguro não fazer parte de uma lista de nomes de usuário e/ u senhas que foram vazados como consequência de uma brecha de segurança, mas muitos dirão que, assim que seus dados estiverem na Internet, eles permanecerão aí para sempre. No entanto, pode valer a pena verificar seu telefone, abrir esses aplicativos inativos e excluir a conta, em vez de apenas excluir o aplicativo e esquecer a conta. As informações que continuam sendo armazenadas podem parecer sem valor, mas, na realizada, também podem ser usadas de forma criminosa quando combinadas com outras informações sobre você e podem ter efeitos prejudiciais caso sejam usadas em conjunto com o roubo de identidade ou a fraude bancária.

Portanto, se você quiser excluir a sua conta do Houseparty agora, basta acessar o aplicativo, clicar no botão de configurações e ir até a guia “Privacidade”, que lhe dará a opção de excluir sua conta após várias tentativas de tentar mantê-la. Enquanto isso, certifique-se de fazer o mesmo com outros aplicativos que já não usa mais.

Newsletter

Discussão