Intel sofre vazamento de dados e expõe 20 GB de documentos confidenciais na Internet | WeLiveSecurity

Intel sofre vazamento de dados e expõe 20 GB de documentos confidenciais na Internet

A empresa usava “Intel123” como senha para proteger arquivos que estavam em um servidor mal configurado. Os documentos confidenciais foram vazados no Twitter.

A empresa usava “Intel123” como senha para proteger arquivos que estavam em um servidor mal configurado. Os documentos confidenciais foram vazados no Twitter.

A exposição de dados de empresas na Internet tem sido algo recorrente. Desta vez, a Intel, uma das maiores fabricantes de microchips do mundo, foi vítima de um vazamento de dados. O incidente ocorreu devido a existência de um servidor Akamai CDN (Content Delivery Network) mal configurado e arquivos que usavam senhas como “intel123” (caracteres minúsculos) e “Intel123” (com o caractere inicial em maiúscula). Ao total, 20 GB de códigos-fonte, ferramentas de desenvolvimento, esquemáticas e outros dados confidenciais foram expostos publicamente na Internet.

Na última semana, em uma postagem recentemente excluída, o engenheiro de software suíço Till Kottman publicou os dados expostos da Intel através do Twitter. Kottmann é conhecido por disponibilizar este tipo de material na Internet. “Eles me foram dados por uma fonte anônima que invadiu a rede da empresa no início deste ano. Mais informações sobre isso serão publicadas em breve”, disse Kottmann em publicação compartilhada através do Twitter.

A Intel afirmou ao portal ZDNet que “está investigando o caso e as informações parecem vir do Centro de Design e Recursos da Intel, que armazena informações para uso por nossos consumidores, parceiros e outros agentes externos que estão registrados para acesso. Acreditamos que um indivíduo com acesso fez download e compartilhou esses dados”. Segundo análise realizada pelo portal ZDNet, nenhum dos arquivos vazados contém dados confidenciais sobre clientes ou funcionários da empresa.

Créditos da imagem: Kazuhisa OTSUBO/Flickr

Discussão