Site do Departamento de Saúde dos Estados Unidos sofre ataque DDoS | WeLiveSecurity

Site do Departamento de Saúde dos Estados Unidos sofre ataque DDoS

No último domingo (15), o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA sofreu um ataque DDoS que tentou interromper o funcionamento do sistema de computadores.

No último domingo (15), o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA sofreu um ataque DDoS que tentou interromper o funcionamento do sistema de computadores.

No último domingo (15), o site do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS, na sigla em inglês) recebeu um ataque de negação de serviço distribuído (DDoS) que aparentemente pretendia interromper as redes de computadores da agência como parte de uma campanha para afetar as informações e enfraquecer a resposta da entidade à pandemia provocada pelo coronavírus que afeta os EUA e o resto do mundo, explicou a agência de notícias Bloomberg em um artigo publicado ontem (16).

Um ataque DDoS é realizado quando são enviados a um alvo, como neste caso o site do HHS, pacotes de solicitações que excedam a capacidade de resposta de uma página, o que causa a necessidade de suspender o serviço temporariamente. O ataque sobrecarregou os servidores do Departamento de Saúde com milhões de visitas por horas, mas não afetou significativamente os sistemas da agência, disseram fontes próximas ao incidente, destacando também que os responsáveis ​​por esse ataque podem estar no exterior, adicionou a Bloomberg.

Depois da meia-noite de domingo (15), o Conselho Nacional de Segurança (NSC, na sigla em inglês) publicou no Twitter que a mensagem com a informação sobre uma quarentena nacional é falsa. Fontes ligadas ao HHS disseram à Bloomberg que o tweet estava relacionando a campanha de desinformação com os responsáveis ​​pelo ataque DDoS.

Campanhas maliciosas aproveitam a pandemia

Em um contexto em que o mundo está em alerta devido ao avanço do COVID-19, há uma tendência no uso do Coronavírus por cibercriminosos para realizar campanhas maliciosas que variam de golpes a ataques cibernéticos mais sofisticados. Na última sexta-feira (13), o Hospital Universitário de Brno, na República Tcheca, no qual funciona um dos 18 centros de testes do coronavírus do país europeu, foi vítima de um ataque cibernético.

Embora não seja possível saber muitos detalhes sobre o ataque, o incidente causou um atraso nos testes do COVID-19 e também foi responsável pelo fato do site da instituição ficar fora do ar por um tempo. Segundo declarações do diretor do hospital, os sistemas começaram a falhar lentamente e os computadores tiveram que ser desligados.

Esses não foram os únicos ataques que se aproveitaram da pandemia provocada pelo coronavírus, e provavelmente não serão os únicos, por isso é fundamental que os usuários e profissionais que trabalham nas empresas e organizações possam ficar atentos.

Newsletter

Discussão