Exchange de criptomoedas Bithumb sofre ataque e perde milhões | WeLiveSecurity

Exchange de criptomoedas Bithumb sofre ataque e perde milhões

Ao contrário de outros ataques sofridos nos últimos anos, Bithumb acredita que este roubo é trabalho de criminosos internos.

Ao contrário de outros ataques sofridos nos últimos anos, Bithumb acredita que este roubo é trabalho de criminosos internos.

Bithumb, a principal exchange de criptomoedas da Coréia do Sul, admitiu que sofreu um ataque na sexta-feira (29) que afetou suas próprias moedas virtuais.

Embora a exchange não tenha dito quanto dinheiro os atacantes roubaram, o portal Zdnet informou que pessoas de dentro do setor de criptomoedas conseguiram rastrear as transações de saída a partir do endereço de uma carteira de Bithumb e descobriram que quase três milhões de EOS e 20 milhões de Ripple foram roubados, ou seja, aproximadamente US$ 19,4 milhões (cerca de R$ 75 milhões).

Bithumb pediu desculpas pelo incidente, mas assegurou que fundos de cliente não foram afetados pelo ataque. A exchange também disse que ao detectaram uma retirada anormal, a empresa inseriu os fundos de todos os seus clientes no que é conhecida como “cold wallet” ou “carteira fria” e bloquearam todos os depósitos e saques.

O armazenamento a frio (cold storage, em inglês) é um método usado para o armazenamento a longo prazo de criptomoedas offline, a fim de reduzir a probabilidade de que os fundos sejam roubados.

A exchange disse que o incidente envolveu “pessoas internas” e admitiu que estavam enfocados apenas em monitorar e bloquear ataques externos, o que causou a falta de verificação das equipes internas. Isso será consertado e estamos confiantes de que recuperaremos as moedas virtuais roubadas, disse Bithumb.

Duas semanas atrás, foi surgiu o rumor que a Bithumb demitiria cerca da metade de seus 310 funcionários.

Não é a primeira vez que a Bithumb sofre o roubo de criptomoedas. Em fevereiro de 2017, os atacantes invadiram o computador de um funcionário da Bithumb e roubaram dados pessoais de mais de 30.000 clientes da exchange. Em seguida, as informações foram usadas para campanhas de phishing que resultou no roubo de US$ 1 milhão em criptomoedas Bitcoin e Ethereum. Em junho de 2018, os cibercriminosos roubaram em moedas virtuais um valor equivalente a US$ 31 milhões.

Discussão