11 hábitos de segurança que podem mudar a sua vida no próximo ano | WeLiveSecurity

11 hábitos de segurança que podem mudar a sua vida no próximo ano

Veja uma lista de resoluções de ano novo com alguns dos hábitos mais importantes para que você possa aproveitar a tecnologia com segurança.

Veja uma lista de resoluções de ano novo com alguns dos hábitos mais importantes para que você possa aproveitar a tecnologia com segurança.

Como todos os anos, é comum ver que as pessoas criam as famosas listas com as resoluções de ano novo na qual despejam suas metas para o ano que se inicia. A equipe do WeLiveSecurity preparou uma lista de hábitos de segurança que todos devem ter em conta para 2019. Confere aí!

#1 Denunciar qualquer tipo de abuso nas redes sociais

As redes sociais são, muitas vezes, o cenário em que ocorrem os cibercrimes. Seja casos de grooming, assédio ou outros tipos, é importante fazer a denúncia. Algumas redes sociais como o Facebook oferecem um guia para relatar um evento inadequado que inclui casos que variam de um perfil falso, conteúdos ofensivos ou algum outro tipo de crime de natureza sexual, entre outros.

#2 Não compartilhar notícias falsas (fake news) e concursos suspeitos

Notícias falsas são um problema, já que, considerando a natureza das redes sociais e que muitas dessas mensagens apelam para o emocional, as fake news geralmente se tornam virais rapidamente. No caso de concursos, lembre-se primeiro de verificar os termos e condições, que o organizador seja facilmente identificável, que exista uma data para a entrega da premiação e verifique a existencia de outros participantes. Caso o concurso seja promocionado através do Facebook, use a opção “denunciar”.

No caso das notícias falsas que chegam através do WhatsApp, o portal da BBC desenvolveu um guia útil para aprender a identificá-las.

#3 Alertar aos outros usuários sobre os ataques e fraudes nas redes sociais

Caso receba uma fraude por e-mail ou pelas redes sociais, informe a pessoa que a enviou e alerte os seus contatos. Informe também através das redes sociais para que seus contatos não caiam na armadilha e possam avisar a outras pessoas no caso de recebê-las.

#4 Verificar as permissões solicitadas pelos aplicativos associados aos seus perfis

Após o escândalo envolvendo o Facebook e a Cambridge Analytica, quando se soube que a rede social cedia dados privados que eram coletados por meio de um aplicativo que os usuários instalavam sem ler as permissões concedidas, ficou evidente a falta de responsabilidade e consciência em relação ao valor das informações pessoais. No último ano, vimos vários casos em que vários usuários foram enganados através de permissões solicitadas pelos aplicativos instalados, como foi o caso da grande quantidade de apps falsos de Fortnite para Android.

Em um artigo que publicamos também neste ano, explicamos como saber que tipo de informação você compartilha com empresas e desenvolvedores de aplicativos por meio das permissões.

#5 Configurar a privacidade de suas contas e/ou perfis

A troca excessiva de informações digitais pode ter consequências, principalmente nas redes sociais. É por isso que é aconselhável limitar o acesso ao que outras pessoas podem ver, revisar as permissões concedidas com certa regularidade e configurar as opções de privacidade disponíveis em cada uma das redes sociais. Nesse sentido, o mais seguro é sempre evitar publicar o que você não gostaria que o público visse. Além disso, pense como um cibercriminoso: as informações que você compartilha podem ser usadas contra você? Caso a resposta seja sim, melhor não compartilhar.

#6 Não etiquetar outros usuários sem antes avisá-los

Muitas pessoas não querem ser expostas nas redes sociais e essa decisão deve ser respeitada. Portanto, antes de marcar um amigo, conhecido ou contato, pense duas vezes. Mesmo quando não é uma imagem pessoal ou um evento da vida real, mas o uso de uma etiqueta em uma imagem engraçada, uma vez que pode não ser divertido para a pessoa que foi marcada.

#7 Não compartilhar ou enviar arquivos antes de verificar se são seguros

É comum que os atacantes infectem suas vítimas através de anexos. Estes podem chegar através de e-mail, redes sociais ou serviços como o WhatsApp. Por isso é importante que, antes de encaminhar qualquer arquivo para um de seus contatos, você reserve alguns segundos para confirmar que o arquivo vem de uma fonte confiável.

#8 Atualizar suas senhas

Outro item que você deve adicionar à sua lista de resoluções para o ano que começa é atualizar suas senhas. Embora possa ser uma dor de cabeça estar alterarando as chaves de acesso para cada uma de suas contas, isso pode evitar complicações ainda maiores. Para ajudá-lo a lembrar várias senhas diferentes para cada uma das suas contas, você utilizar um gerenciador de senhas, como o KeePass. Com essa ferramenta, é possível armazenar o nome de usuário e a senha de cada plataforma e atualizar as informações toda vez que fizer uma alteração.

#9 Ativar a autenticação de dois fatores

Ative a autenticação de dois fatores em todos os serviços que você usa (desde que esteja disponível), como é o caso do e-mail, se você usa o Gmail, Facebook, Instagram, Twitter ou outras plataformas. É uma camada de segurança adicional que ajuda a impedir que alguém acesse suas contas sem o seu consentimento. Para mais informações, confira o seguinte artigo: Autenticação de dois fatores: o que é e por que preciso usá-la?

#10 Atualizar os dispositivos

Um hábito que sem dúvidas você deve incorporar e que os especialistas em segurança sempre pregam é manter os dispositivos atualizados com as últimas atualizações. Muitos ataques a computadores foram causados ​​pela exploração de vulnerabilidades que foram parcheadas com atualizações lançadas por fabricantes de software, assim como o ataque do ransomware WannaCry, que se aproveitou de uma vulnerabilidade em computadores baseados no Windows, apesar do fato de que o fabricante do sistema operacional, Microsoft, havia lançado um patch para reparar essa falha alguns meses antes do incidente que causou muitos prejuízos.

#11 Realizar backup das informações mais importantes (de forma regular)

Recomendamos que você adote o hábito de realizar o backup de suas informações. Você nunca sabe quando pode ser vítima de um malware ou um problema que possa afetar os seus dispositivos, incluindo os casos de roubo. Em situações como essas, ter um backup das informações é algo fundamental. Não espere sofrer um incidente para fazer o backup de suas fotos, vídeos, arquivos ou outro material. Proteja as suas informações!

Prepare-se para se tornar um usuário capaz de aproveitar a tecnologia com segurança.

Discussão