Blockchain: entenda como funciona e como está sendo usada no mercado

Blockchain: entenda como funciona e como está sendo usada no mercado

Saiba o que é a tecnologia blockchain, como funciona e como seu uso está se expandindo para diferentes mercados.

Saiba o que é a tecnologia blockchain, como funciona e como seu uso está se expandindo para diferentes mercados.

A blockchain é geralmente associada ao Bitcoin e outras criptomoedas, mas essa é apenas a ponta do iceberg. Essa tecnologia, que tem suas origens em 1991, quando Stuart Haber e W. Scott Stornetta descreveram o primeiro trabalho em uma cadeia de blocos criptograficamente garantidos, não foi evidente até 2008, quando se tornou popular com o advento do bitcoin. Mas seu uso está sendo processado em outras aplicativos comerciais com a projeção de um crescimento anual de 51% para 2022 em vários mercados, tais como instituições financeiras ou a Internet das Coisas (IoT), conforme foi publicado pela MarketWatch.

O que é blockchain?

A cadeia de blocos, mais conhecida pelo termo em inglês blockchain, é um registro único, acordado e distribuído em vários nós de uma rede. No caso das criptomoedas, podemos pensar nisso como o livro contábil em que cada uma das transações é registrada.

Sua operação pode ser complexa de entender se nos aprofundarmos nos detalhes internos de sua implementação, mas a ideia básica é bem simples de entender.

Em cada bloco é armazenado:

  • um número de registros ou transações válidas
  • informações sobre esse bloco
  • seu link para o bloco anterior e o próximo bloco pelo hash de cada bloco – um código único que seria como a impressão digital do bloco

Portanto, cada bloco possui um local específico e imóvel dentro da cadeia, já que cada bloco contém informações do hash do bloco anterior. Toda a cadeia é armazenada em cada nó da rede que compõe a blockchain, portanto, uma cópia exata da cadeia é armazenada em todos os participantes da rede.

À medida que novos registros são criados, eles são primeiramente verificados e validados pelos nós da rede e, em seguida, adicionados a um novo bloco vinculado à cadeia.

Esquema da cadeia de blocos.

Por que a blockchain é tão seguro?

Sendo uma tecnologia distribuída, onde cada nó da rede armazena uma cópia exata da cadeia, a disponibilidade da informação é garantida em todos os momentos. No caso de um invasor desejar causar uma negação de serviço, ele deverá anular todos os nós da rede, já que é suficiente que pelo menos um esteja operando para que as informações estejam disponíveis.

Por outro lado, sendo um registro consensual, em que todos os nós contêm as mesmas informações, é quase impossível alterá-lo, garantindo sua integridade. Se um invasor quiser modificar as informações na cadeia de blocos, ele deverá modificar toda a cadeia em pelo menos 51% dos nós.

Finalmente, uma vez que cada bloco é matematicamente ligado ao próximo bloco, uma vez que um novo bloco é adicionado à cadeia, ele se torna imutável. Se um bloco for modificado, sua relação com a cadeia será interrompida. Ou seja, que toda a informação registrada nos blocos é imutável e perpétua.

Desta forma, a tecnologia blockchain nos permite armazenar informações que nunca podem ser perdidas, modificadas ou eliminadas.

Além disso, cada nó da rede usa certificados e assinaturas digitais para verificar as informações e validar as transações e os dados armazenados em blockchain, o que garante a autenticidade das informações.

Desta forma, podemos pensar em blockchain como um escriba. Um meio para certificar e validar qualquer tipo de informação. Um registro confiável e descentralizado, resistente à manipulação de dados e onde tudo está registrado.

Atualmente estamos acostumados a modelos centralizados. Nós damos todas as nossas informações para empresas como Google ou Facebook para que a administrem, mandamos nossas mensagens através de servidores Telegrama ou WhatsApp para que as enviem ou gastamos fortunas em escribas e instituições para certificar e manter nossas escrituras ou documentos importantes.

Na blockchain, os dados são distribuídos em todos os nós da rede. Na ausência de um nó central, todos participam igualmente, armazenando e validando todas as informações. É uma ferramenta muito poderosa para comunicar e armazenar informações de forma confiável – um modelo descentralizado em que a informação é nossa, já que não dependemos de uma empresa que fornece o serviço.

Quais outros usos são dados à blockchain?

Basicamente, qualquer tipo de informação que precisa ser preservada de forma intacta e que deve permanecer disponível pode ser armazenada em blockchain de forma segura, descentralizada e mais barata do que através de intermediários. Além disso, se essas informações forem armazenadas de forma criptografada, sua confidencialidade poderá ser garantida, já que somente aqueles que tiverem a chave de criptografia poderão acessá-la.

Uso da blockchain na saúde

Por exemplo, os registros de saúde podem ser unificados e armazenados em blockchain. Desta forma, o histórico médico de cada paciente estaria seguro e ao mesmo tempo disponível para cada médico autorizado, independentemente do centro de saúde onde o paciente foi tratado. Até mesmo a indústria farmacêutica pode usar essa tecnologia para verificar medicamentos e prevenir falsificações.

Uso da blockchain para documentos

Por outro lado, seria muito útil para gerenciar ativos e documentos digitais. Até agora, o problema do digital é que tudo é fácil de copiar, mas a blockchain permite registrar compras, escrituras, documentos ou qualquer tipo de bem digital e que não podem ser falsificados.

Outros usos da blockchain

Também pode revolucionar o mercado da Internet das Coisas (IoT), em que o desafio está nos milhões de dispositivos conectados à Internet que devem ser gerenciados pelas empresas fornecedoras. Em poucos anos, o modelo centralizado não suportará tantos dispositivos, sem mencionar que muitos deles não são seguros o suficiente. Com a blockchain os dispositivos podem se comunicar através da rede, com segurança e confiabilidade, sem intermediários.

A Blockchain permite que você verifique, valide, rastreie e armazene todos os tipos de informações, desde certificados digitais, sistemas de votação democráticos, serviços de logística e de mensagens, contratos inteligentes e, claro, dinheiro e transações financeiras.

Atualmente, já existem projetos válidos que valem a pena investigar:

É um consórcio de grandes empresas que procuram explorar soluções baseadas em blockchain. Eles contam com vários projetos ativos.

Neste caso, os 40 maiores bancos do mundo se uniram para encontrar soluções para seus processos financeiros baseados em blockchain. Além disso, eles têm relatórios e investigações sobre essa tecnologia.

A primeira iniciativa de armazenamento baseada em blockchain e disponível para qualquer pessoa. Os dados dos usuários são criptografados e armazenados na blockchain para sua preservação.

Um serviço de certificação on-line para qualquer tipo de documento. Oferece a possibilidade de salvar um documento em blockchain, que nunca pode ser alterado ou eliminado.

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria Deloitte, 74% das empresas entrevitadas percebem na blockchain uma melhoria para os negócios e planejam investir nessa tecnologia, enquanto quase metade delas já têm alguma implementação da blockchain em seu negócio.

Sem dúvidas, a blockchain torna realidade a camada imutável e descentralizada com que a Internet sempre sonhou. Uma tecnologia que permite eliminar a confiança da equação e substituí-la pela verdade matemática.

Discussão