WannaCryptor: o ransomware que ganhou repercussão mundial

WannaCryptor: o ransomware que ganhou repercussão mundial

WannaCryptor é um ransomware que tem atacado a importantes empresas e organizações em diferentes partes do mundo.

WannaCryptor é um ransomware que tem atacado a importantes empresas e organizações em diferentes partes do mundo.

Nos últimos dias, os meios de comunicação tornaram pública uma onda de infecções por ransomware em várias empresas e organizações em diferentes partes do mundo. Todos os sinais indicam que se trata do ransomware WannaCryptor (que é detectado pelos produtos da ESET como Win32/Filecoder.WannaCryptor.D) e usa criptografia AES e RSA para fazer “refém” as informações contidas nos sistemas infectados.

Se você não sabe como funciona um ransomware, vejo abaixo um vídeo que lhe mostrará de forma simples o funcionamento dessa ameaça:

De acordo com o Centro Criptológico Nacional da Espanha, essa ameaça utiliza a vulnerabilidade EternalBlue/DoblePulsar, incluída no informe de segurança MS17-010 da Microsoft, para poder infectar a outros equipamentos Windows que estejam conectados a uma mesma rede. Segundo o CCN-CERT, a exploração dessa vulnerabilidade permite a execução remota de comandos através do Samba.

O informe de segurança MS17-010 está disponível para as seguintes plataformas:

Microsoft Windows Vista SP2
Windows Server 2008 SP2 e R2 SP1
Windows 7
Windows 8.1
Windows RT 8.1
Windows Server 2012 e R2
Windows 10
Windows Server 2016

Por outro lado, outras fontes afirmam que essa versão do ransomware está conectada com algumas ferramentas da NSA que foram roubadas pelo grupo Shadow Brokers. No entanto, tudo está no terreno da especulação e é muito cedo para fazer afirmações tão incisivas, assim como também para saber se o malware está utilizando a vulnerabilidade mencionada anteriormente. O certo é que, considerando que esse código malicioso infectou a importantes empresas em pouco tempo, o caso tem tomado maior relevância.

Para manter-se protegido contra essa situação, confira algumas dicas de segurança:

  • Atualize os sistemas operacionais e aplicativos para a última versão disponível. Caso conte com uma rede, garanta que todos os equipamentos estejam com os patches de segurança atualizados.
  • Não execute arquivos suspeitos que possam chegar como anexos por meio de email. Essa recomendação também pode ser aplicada para o caso de receber um email suspeito por parte de um contato conhecido.
  • Mantenha as soluções de segurança atualizadas para poder otimizar a detecção dessas ameaças.
  • Realize backups periódicos das informações mais relevantes.
  • No caso das empresas, também recomendamos que os funcionários sejam avisados para que estejam atentos a essa ameaça e não executem arquivos de procedência suspeita.

Mantenha-se atento e aplique as boas práticas de segurança sem se desesperar, e como sempre recomendamos: no caso de ser vítima, não ceda ao pagamento solicitado pelos atacantes, considerando que não só é possível garantir que devolverão o acesso aos arquivos, como também que essa prática incentiva a realização de tais ataques.

Discussão