Mais um vazamento: cena íntima entre personagens de Bruna Marquezine e Daniel de Oliveira

Mais um vazamento: cena íntima entre personagens de Bruna Marquezine e Daniel de Oliveira

Nesta semana, o vazamento de dados está em evidência. Logo após o caso da fuga de informações do banco de dados da Agência Mundial Antidoping (Wada), que revelaram informações de atletas olímpicos de 14 países, entre eles o ginasta Diego Hypolito, foi a vez da emissora de Tv, Rede Globo. Na madrugada da última segunda-feira (03),

Nesta semana, o vazamento de dados está em evidência. Logo após o caso da fuga de informações do banco de dados da Agência Mundial Antidoping (Wada), que revelaram informações de atletas olímpicos de 14 países, entre eles o ginasta Diego Hypolito, foi a vez da emissora de Tv, Rede Globo. Na madrugada da última segunda-feira (03),

Nesta semana, o vazamento de dados está em evidência. Logo após o caso da fuga de informações do banco de dados da Agência Mundial Antidoping (Wada), que revelaram informações de atletas olímpicos de 14 países, entre eles o ginasta Diego Hypolito, foi a vez da emissora de Tv, Rede Globo.

Na madrugada da última segunda-feira (03), foram divulgadas nas redes sociais cenas da série “Nada Será Como Antes”, que é transmitida pela Globo. Segundo informações do site Ego, o vídeo mostra a atriz Bruna Marquezine contracenando com o ator Daniel de Oliveira em uma cena íntima. Em nota, na mesma notícia, a emissora revela que o vazamento ocorreu de forma interna e que tomará as medidas cabíveis para retirar as imagens da Internet.

O caso serve de alerta para outras empresas ou instituições que possuem informações confidenciais de seus funcionários e clientes. O vazamento de informações não acontece apenas por meio do ataque externo, mas pode ocorrer também de forma interna, como foi este caso com os atores. Stephen Cobb, Senior Security Researcher da ESET, destaca em um artigo publicado na página WeLiveSecurity (em inglês), que nenhuma organização é capaz de manter a confidencialidade se um usuário, em quem confia, decide violá-la.

A prevenção contra essas situações é algo com que muitas organizações ainda estão tentando se acostumar. E quanto mais cedo elas fizerem, melhor. Confira quatro pontos listados por nossos especialistas que podem ser bastante adequados para tentar evitar esse problema.

Discussão