Como configurar os recursos de privacidade e segurança no Telegram

Analisamos quais são os principais recursos de privacidade e segurança que o Telegram oferece e como configurá-los de acordo com suas necessidades.

Analisamos quais são os principais recursos de privacidade e segurança que o Telegram oferece e como configurá-los de acordo com suas necessidades.

Desde a última atualização das políticas de privacidade do WhatsApp, muitos usuários migraram para o Telegram como principal alternativa. Se você já usa este aplicativo, provavelmente notou que cada vez mais contatos “se juntam ao Telegram”. E se você também está pensando em começar a usar o Telegram, lembre-se de baixar o aplicativo através das lojas oficiais. Seja qual for o caso, neste artigo iremos contar tudo o que você precisa saber para configurar a sua privacidade e segurança no Telegram.

Principais recursos do Telegram

O Telegram é um aplicativo de mensagens baseado na nuvem, o que significa que suas mensagens e informações são constantemente sincronizadas com os servidores do Telegram. Esse diferencial traz algumas vantagens, como não depender da conexão do celular (como no caso do WhatsApp) e poder acessar o Telegram de diferentes dispositivos, como tablets e computadores de forma independente. Além disso, o app permite hospedar todas as mensagens multimídia (áudios, fotos e vídeos) na sua nuvem pessoal do Telegram, o que faz com que não seja necessário ocupar espaço no seu dispositivo.

Por outro lado, o Telegram usa o protocolo MTProto 2.0 para suas comunicações, portanto, os chats normais do Telegram não são criptografados de ponta a ponta. Isso não quer dizer que as informações viajam em texto simples, mas que são criptografadas com um protocolo próprio do aplicativo entre o cliente e o servidor. Apenas os chats secretos do Telegram são criptografados de ponta a ponta e incluem algumas funcionalidades que destacaremos neste artigo. Esse detalhe não é menos importante, principalmente em um cenário no qual muitos usuários estão migrando para o Telegram em busca de mais privacidade, mas desconhecem o funcionamento da criptografia nesse aplicativo.

É importante destacar que entre os principais recursos, o Telegram permite grupos de até 200 mil membros, com respostas, menções, hashtags e garante a opção de “fixar” as mensagens mais importantes no chat. Além disso, no que diz respeito às permissões, o app solicita as mesmas do WhatsApp. Caso o usuário não conceda toda as permissões, o aplicativo continuará funcionando com algumas limitações, como sincronizar contatos ou enviar arquivos multimídia.

Imagem 1: Permissões do Telegram.

Configurações de privacidade no Telegram

No aplicativo instalado no sistema IOS, podemos encontrar “Configurações” no menu principal do Telegram que está localizado no canto inferior direito da tela. Neste espaço, podemos ter acesso às opções como mensagens salvas, chamadas recentes e dispositivos.

Além disso, podemos configurar as notificações e sons do aplicativo, a aparência, o idioma e criar pastas para guardar as mensagens de forma mais organizada, entre outras coisas. Também podemos encontrar a opção de Privacidade e Segurança que detalharemos neste artigo.

Imagem 2: Menu de configuração do Telegram.

Entre as configurações de privacidade, podemos escolher com quem nossas informações serão compartilhadas, como número de telefone, última vez on-line e foto do perfil. Deve-se destacar que uma opção interessante no Telegram é que não é necessário compartilhar o número do telefone para se comunicar com outras pessoas, pois você pode simplesmente utilizar o seu usuário do Telegram e assim proteger o seu número pessoal.

Dentro destas opções também encontraremos a lista de contatos bloqueados, bem como as opções de quem pode encaminhar nossas mensagens, nos adicionar a grupos e canais e receber chamadas.

Imagem 3: Opções de privacidade e segurança no telegrama.

Dentro das opções de segurança, podemos configurar uma “senha e face ID”, que consiste em um PIN ou impressão do rosto para o acesso ao aplicativo. Este código é independente do PIN ou do código do telefone e é uma opção extra para proteger as conversas de olhares indiscretos.

Nessa opção, também podemos habilitar a “verificação em duas etapas”, que funciona com uma senha e um e-mail de recuperação exatamente como no WhatsApp e é a configuração que impedirá um invasor de clonar nossa conta através do número de telefone.

Imagem 4: Verificação de segurança em duas etapas.

Outra opção de segurança interessante é a de poder deletar a conta e todas as informações dos servidores do Telegram se o aplicativo não for utilizado por um certo tempo, por exemplo, 6 meses.

Voltando ao menu de “Configurações”, podemos encontrar a opção “Dados e Armazenamento”, na qual podemos ver quanto espaço nossa informação ocupa nos servidores do Telegram, bem como escolher por quanto tempo mantê-la ou mesmo excluí-la. Ao final dessa opção, também podemos configurar um proxy caso queiramos mascarar nosso endereço IP para realizar alguma comunicação ou evitar algum tipo de restrição da rede.

Na opção “Dispositivos”, podemos ver uma lista de todos os dispositivos nos quais temos um login aberta do Telegram, seja na web, celular ou desktop. Também podemos fechar qualquer uma dessas sessões de forma remota.

Imagem 5: Dispositivos nos quais existe um login aberto no Telegram.

Outro recurso interessante são os chats secretos. Esses chats não podem ser encaminhados e as capturas de tela são bloqueadas. Caso um usuário tente tirar capturas do telefone ou usando um aplicativo específico, a captura de tela sairá completamente preta. No entanto, você deve ter em conta que existem maneiras muito simples de capturar essas mensagens, como tirar uma foto da tela com outro dispositivo.

Esses chats podem ser excluídos não só do nosso dispositivo, mas também do dispositivo do receptor e até mesmo configurar a “autodestruição” após um determinado tempo. Em outras palavras, uma vez que o receptor vê a mensagem e passa o tempo configurado, a mensagem é excluída automaticamente de ambos os dispositivos sem deixar rastros.

Imagem 6: Opção chat secreto do Telegrama.

Conclusões

Como com qualquer outro aplicativo, é bom revisar as configurações de segurança e privacidade antes de começar a usá-lo. Entender como o aplicativo funciona e como estamos compartilhando nossos dados é fundamental para proteger nossa privacidade.

O Telegram é uma ótima alternativa como app de troca de mensagens, com múltiplas opções e vantagens que se adaptam a quase todas as necessidades. Lembre-se, os chats normais são muito úteis para mantê-lo conectado de qualquer dispositivo e salvar fotos ou vídeos na nuvem para não ocupar espaço, mas se o que você precisa é de uma comunicação realmente privada, o melhor é usar um chat secreto.

Newsletter

Discussão