Capcom é atingida por ataque cibernético | WeLiveSecurity

Capcom é atingida por ataque cibernético

A desenvolvedora de games do Japão tomou medidas para evitar que o ataque se propagasse pelos sistemas.

A desenvolvedora de games do Japão tomou medidas para evitar que o ataque se propagasse pelos sistemas.

A desenvolvedora de games do Japão Capcom informou que foi vítima de um ataque cibernético que afetou alguns de seus sistemas. O criador de uma longa lista de franquias populares, incluindo Street Fighter e Resident Evil, notou os sinais do ataque na segunda-feira (02) e, aparentemente, agiu rapidamente para evitar que o ataque se propagasse pelos sistemas.

“Durante as primeiras horas da segunda-feira (02), algumas das redes do Grupo Capcom tiveram problemas que afetaram o acesso a alguns sistemas, incluindo e-mail e servidores de arquivos”, de acordo com o comunicado publicado no site da empresa.

Apesar da Capcom não ter revelado o responsável pelo ataque ou o método usado para provocar o incidente, a desenvolvedora confirmou que uma pessoa não autorizada obteve acesso aos sistemas, o que fez com que a Capcom tivesse que suspender algumas das operações nas redes internas.

A desenvolvedora de games alegou que atualmente não há evidências que sugiram que as informações dos clientes foram comprometidas. Portanto, pode ser muito cedo para tirar conclusões, já que a investigação sobre o incidente ainda está em andamento.

A empresa continuou garantindo a seus usuários que o incidente não estava relacionado com as conexões usadas para os jogos do estúdio online, nem impediu o acesso aos sites. No entanto, a Capcom emitiu um pedido de desculpas a todos que tenham ficado incomodados com a situação.

A desenvolvedora também anunciou que no momento não pode responder às solicitações feitas por meio do formulário de contato.

“Atualmente, não podemos responder as perguntas e/ou atender as solicitações de documentos feitas por meio deste formulário devido a problemas na rede que começaram em 2 de novembro de 2020”, destacou a Capcom. Enquanto isso, a empresa está trabalhando com a polícia e as autoridades para investigar o incidente, bem como para trazer seus sistemas de volta ao normal.

Embora os atacantes aparentemente não tenham acesso a informações de identificação pessoal, é importante lembrar que os dados coletados como resultado de uma brecha de segurança costumam ser usados ​​para ataques de phishing. Portanto, se você possui uma conta Capcom, é melhor ficar bastante atento.

Com as projeções de que a indústria de games movimentará US$ 200 bilhões em 2023, não é de se admirar que tanto as empresas quanto os gamers sejam um alvo bastante atrativo para os cibercriminosos. Um estudo recente da fornecedora de serviços CDN Akamai revelou que observou mais de 10 bilhões de ataques de preenchimento de credenciais na indústria de games em um período de dois anos – entre julho de 2018 e junho de 2020 – e mais de 3.000 ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) voltados para a indústria de games entre julho de 2019 e junho de 2020.

Veja também: Por que os gamers são um alvo atrativo para os cibercriminosos?

Newsletter

Discussão