A transformação digital pode ser acelerada pela Covid‑19 | WeLiveSecurity

A transformação digital pode ser acelerada pela Covid‑19

A pandemia destacou a necessidade de as empresas acelerarem os processos de transformação digital e se prepararem a longo prazo tendo em conta a segurança cibernética.

A pandemia destacou a necessidade de as empresas acelerarem os processos de transformação digital e se prepararem a longo prazo tendo em conta a segurança cibernética.

O setor de tecnologia está cheio de chavões e frases, e a transformação digital é um desses termos que descreve o que muitas empresas aspiram a empreender. O problema é que, quando confrontados com a realidade do que esse processo de transformação implica, muitos percebem o quão difícil pode ser percorrer esse caminho enquanto tentam continuar os negócios como de costume. Apesar disso, existem exemplos impressionantes de empresas que mudaram de rumo e transformaram seus negócios, integrando a tecnologia digital em sua estrutura para alterar substancialmente a maneira como funcionam e como oferecem valor aos clientes.

A Microsoft é um exemplo disso. Sob a liderança de Satya Nadella, o preço das ações, que estava estável por quase uma década, triplicou. Ao criar um ambiente de trabalho colaborativo e focar no futuro e na inovação, Nadella conseguiu fazer com que a Microsoft deixasse de ser uma empresa de tecnologia dos anos 90 que oferece produtos similares, para se tornar, mais uma vez, uma organização líder que oferece produtos visionários. Mudar a cultura de uma empresa com mais de 120.000 funcionários na época em que Nadella assumiu o comando não foi uma tarefa fácil.

Transformar um negócio dessa maneira não é simples e requer uma tremenda quantidade de coragem e liderança visionária. Os elementos principais incluem: migração de sistemas locais para nuvens híbridas, modernização de software financeiro e operacional, melhoria na experiência do cliente usando a tecnologia e criação de um ambiente de trabalho mais dinâmico e flexível. Em resposta ao “teletrabalho” e outras medidas de isolamento devido à pandemia provocada pela Covid-19, muitas empresas adotaram alguns desses elementos, usando a tecnologia por necessidade. Esse afastamento dos negócios normais pode ser o primeiro passo significativo para a transformação digital.

Quando os governos decidirem parar com as medidas de isolamento, essas empresas aproveitarão a oportunidade e continuarão o processo de transformação digital ou voltarão à forma anterior de conduzir negócios?

Segurança cibernética

A transformação digital traz consigo considerações adicionais sobre segurança cibernética e recentemente fiz uma apresentação (virtual) no Segurinfo, congresso de segurança digital realizado anualmente na Argentina, sobre a necessidade de aproveitar a oportunidade de transformação sem esquecer a segurança digital. Empresas de todo o mundo adaptaram suas forças de trabalho durante a atual pandemia, adotando a tecnologia para fornecer acesso a dados e redes, realizar videoconferências e usar ferramentas de colaboração e serviços em nuvem.

Embora a flexibilidade da força de trabalho seja apenas uma pequena parte da transformação digital, ela traz a necessidade de garantir que os serviços sejam implementados com segurança. Os dispositivos devem ser protegidos contra muitos tipos de riscos, como roubo e interferência nas informações da empresa. Isso exigirá, no mínimo, o uso de criptografia de disco completa, autenticação multifator forte e o uso da tecnologia VPN para acessar dados. Os aplicativos e as ferramentas para permitir o trabalho remoto devem ser examinados e configurados para proteger os dados do cliente e o material confidencial da empresa, e os colaboradores devem estar preparados para reconhecer golpes, como o phishing e o Business Email Compromise (BEC).

Obviamente, existem muitas outras considerações para garantir que os sistemas permaneçam seguros, independentemente da localização do usuário. A rápida adaptação para realocar a força de trabalho significa que as empresas expandiram ou implementaram novos sistemas para permitir o trabalho remoto e a capacidade de atender remotamente os clientes, sem necessariamente aplicar suas considerações normais de segurança. A opção mais fácil, quando tudo isso acabar, é voltar ao cenário original e falar com carinho das lembranças do tempo em que todos precisávamos trabalhar em casa. Na realidade, as decisões tomadas devido à pandemia estão permitindo a transformação digital dos negócios em todo o mundo; portanto, em vez de voltar ao status quo anterior, talvez as empresas devam adotar as mudanças que têm permitido continuar a prestação de serviços aos clientes e a flexibilidade da força de trabalho.

Imagine, por exemplo, uma pequena empresa local: uma academia desportiva bastante conhecida que disponibiliza aulas em grupo e treinamentos individuais. Essa empresa teve que interromper suas atividades presenciais devido às medidas de isolamento social estabelecidas no país. Por isso, essa empresa precisa procurar métodos alternativos de prestação de serviços aos clientes para poder continuar funcionando. Um espírito empreendedor transformou rapidamente o negócio de aulas presenciais em aulas on-line, tanto para o atendimento individual como em grupo. Isso também envolveu emprestar e distribuir temporariamente equipamentos aos clientes para que eles pudessem experimentar a mesma aula de antes, mas desta vez em suas casas.

Aproveitando a oportunidade

O que poderia acontecer após o isolamento social? É neste ponto preciso que a oportunidade existe: por que voltar ao método anterior de fazer negócios? A solução mais fácil seria voltar ao formato anterior ao isolamento social; no entanto, existe uma oportunidade de oferecer um misto de aulas e treinamentos on-line e presenciais. Isso também tem o benefício de que, quando os clientes viajam ou não podem participar pessoalmente de uma aula, os encontros podem ser disponibilizados de forma on-line (ao vivo ou gravados) para que eles nunca percam uma semana de atividades, independentemente de seus horários. As soluções temporárias implementadas para disponibilizar aulas on-line precisarão ser formalizadas, passando a contar com sistemas mais escalonáveis ​​e robustos.

A questão da devolução de equipamentos pode criar uma oportunidade de negócio totalmente nova para alugar o equipamento ao cliente. A empresa precisará de novos sistemas para gerenciar a locação de equipamentos, o que pode envolver pontuação de crédito e pagamentos de assinatura de longo prazo. Exemplos de empresas que transformaram seus negócios com sucesso costumam ter uma oferta em comum: as assinaturas. Isso permite que as empresas prevejam sua receita e tomem decisões de investimentos a longo prazo.

A situação causada pela pandemia forçou a adaptação a curto prazo, mas deve ser vista como um passo, ou salto, em direção à transformação digital, oferecendo mais flexibilidade a clientes e colaboradores e potencialmente abrindo novas oportunidades de receita.

Newsletter

Discussão