Xbox Series X: código fonte de GPU da AMD é roubado | WeLiveSecurity

Xbox Series X: código fonte de GPU da AMD é roubado

Invasora pede US$100 milhões pelos dados que revelariam o designer interno de GPUs da AMD, incluindo o que será usado pelo próximo Xbox Series X.

Invasora pede US$100 milhões pelos dados que revelariam o designer interno de GPUs da AMD, incluindo o que será usado pelo próximo Xbox Series X.

Em nota oficial divulgada na última quarta-feira (25), a AMD confirmou que foi contatada em dezembro de 2019 por um indivíduo desconhecido que alegava ter arquivos de código fonte para unidades de processador gráfico (GPUs) de sua propriedade intelectual, algumas das quais são usadas atualmente em alguns dispositivos, enquanto outras pertencem a tecnologias que ainda não estão no mercado. Além disso, a AMD confirmou que algumas dessas informações foram vazadas na Internet.

A invasora obteve o código fonte das tecnologias de propriedade da AMD, como as GPUs Navi 10 e Navi 21, além da Arden. Esta última seria a que o próximo console do Xbox Series X usaria, explica o site TorrentFreak. A AMD descobriu que o código fonte roubado foi postado no Github, embora tenha sido rapidamente desativado pelo repositório por conter propriedade intelectual da AMD.

Em entrevista ao site TorrentFreak, a invasora disse que, em novembro de 2019, encontrou o código no hardware da GPU de um computador invadido. O código foi descoberto inesperadamente em um servidor desprotegido que continha os arquivos não criptografados. O pacote descoberto por essa pessoa, que afirma ser uma mulher, incluía o código para as GPUs Navi10 (usada na Radeon RX 5700), Navi21 (ainda não lançada) e Arden (usada no Xbox Series X).

Segundo a invasora, o código das GPUs vale US$ 100 milhões, embora não se saiba exatamente como ela determinou esse valor. A invasora também garantiu que, caso não encontre um comprador, irá divulgar todo o conteúdo dos arquivos gratuitamente na Internet.

“Embora saibamos que essa pessoa possui arquivos que ainda não foram vazados na Internet, acreditamos que as informações sobre a tecnologia gráfica roubada não afetam a competitividade ou a segurança de nossos produtos”, afirmou a AMD através da nota oficial.

Newsletter

Discussão