Bem‑estar digital: em busca de um uso saudável da tecnologia | WeLiveSecurity

Bem‑estar digital: em busca de um uso saudável da tecnologia

Uma reflexão sobre os desafios para pais e jovens, do ponto de vista da segurança e bem-estar, a adoção contínua de novas tecnologias e seu uso consciente hoje em dia.

Uma reflexão sobre os desafios para pais e jovens, do ponto de vista da segurança e bem-estar, a adoção contínua de novas tecnologias e seu uso consciente hoje em dia.

Vivemos em um mundo onde encontramos cada vez menos barreiras entre o plano físico e o digital. A identidade e impressão digital são conceitos cada vez mais reais para nós e a presença constante da tecnologia em nossas vidas pode ter um impacto positivo ou negativo dependendo de como a usamos.

Estar permanentemente conectados nos dá a possibilidade de estabelecer e aumentar vínculos com amigos, conhecidos e estranhos também. Podemos aprender coisas novas, seguimos tutoriais on-line para fazer praticamente qualquer atividade, compartilhamos novas aventuras e experiências ao vivo. Cada uma dessas ações, especialmente para os jovens, apresenta novos desafios e, com eles, a possibilidade de acompanhá-los na adoção, uso e compreensão, a fim de utilizar as diferentes plataformas e aplicativos de forma segura, maximizando os benefícios e evitando o riscos – gerando consciência do impacto que os dispositivos e a rede podem causar.

O que é bem-estar digital?

Trata-se de estabelecer um relacionamento saudável com a tecnologia. Colocar a tecnologia a nosso serviço para alcançar objetivos em vez de distrair, interromper ou ser um obstáculo. Controlar a tecnologia nos permite usar todo o seu potencial e aproveitar todas as suas vantagens. Resumindo, o bem-estar digital consiste em desenvolver um relacionamento saudável com a tecnologia, para que possamos aproveitar de todos os seus benefícios e, ao mesmo tempo, manter o controle.

Nosso bem-estar geral é determinado pelas experiências físicas e emocionais que temos diariamente. Como a tecnologia continua sendo uma parte tão importante de nossas vidas, desde a maneira como representamos quem somos até as interações que temos com os outros, isso também tem impacto sobre o nosso bem-estar.

É, essencialmente, ter uma consciência de como estar on-line pode nos fazer sentir, cuidar de nós mesmos e dos outros. Isso pode incluir o reconhecimento do impacto que pode ter a expressão on-line de nossas emoções, bem-estar mental e até mesmo nossa saúde física e saber o que fazer se algo der errado.

Ter controle sobre nossos hábitos tecnológicos nos permite:

  • Estar mais envolvidos, focados e mais produtivos no que fazemos;
  • Estar mais presente e se conectar com as pessoas ao nosso redor, tanto no ambiente pessoal como laboral;
  • Exercitar a capacidade de poder desconectar, estar em contato com nosso corpo e emoções; dessa maneira reduzir nossa ansiedade e estresse, para que possamos estar em harmonia.

Tempo que dedicamos ao uso da tecnologia

Ao usar a tecnologia, devemos cumprir nosso ideal de tempo bem gasto (Time Well Spent). Para isso é necessário estar atento aos nossos hábitos on-line e pensar sobre os seguintes pontos:

  • Como passamos o nosso tempo on-line?
  • Como isso nos faz sentir?Adiciona algo valioso à nossa vida?
  • O que gostaríamos de mudar em nossos vínculos e interações digitais?
  • O que as pessoas à nossa volta pensam sobre nossos hábitos on-line?
  • Ter uma visão otimista do caminho de auto-aperfeiçoamento que estamos empreendendo.
  • Que lugar eu quero dar à tecnologia na minha vida diária?
  • Que hábitos eu quero deixar de fora e quais são os aspectos frustrantes da tecnologia?
  • Qual é o meu objetivo ou intenção para o uso da tecnologia?

Nosso bem-estar digital pode ser influenciado pelas escolhas que fazemos on-line, pelo conteúdo que vemos, pelas interações que temos com os outros e até quanto tempo gastamos com a tecnologia e na Internet. Alguns relatórios descobriram que aqueles que passam muito tempo on-line têm maior probabilidade de ver conteúdo irritante, receber comentários abusivos ou enviar expressões irritantes para outras pessoas.

A tecnologia e a Internet devem melhorar e simplificar nossas vidas, em vez de ser motivo de distração, preocupação ou desconforto. No entanto, nem todas as experiências on-line são positivas para os jovens e isso pode ter um impacto negativo sobre como eles se sentem em relação a si mesmos, suas amizades e relacionamentos, e até mesmo como vêem o mundo em geral.

Confira algumas opções que podem nos ajudar a melhorar nosso relacionamento com a tecnologia:

  • Diretrizes digitais: refere-se ao uso de aplicativos ou tecnologias específicas que nos ajudam a ter mais controle sobre o uso da tecnologia (notificações de configuração, ferramentas digitais de wellbeing ou bem-estar, modo DND, tela principal do nosso telefone).
  • Directrizes físicas: refere-se à percepção do nosso ambiente e do espaço circundante (promover a vida ao ar livre maior do que o “tempo de tela”, começar e terminar o dia sem utilizar o celular, mantém a distância entre nós e os dispositivos). Ao estar mais consciente de como usar a tecnologia e decidir fazer algumas pequenas mudanças, é possível aproveitar as vantagens que ela oferece e minimizar alguns dos problemas e frustrações de estar conectado o tempo todo.

Autor do post: Javier Lombardi – mentor educacional na Argentina Cibersegura.

Discussão