Ticketmaster alerta sobre possível vazamento de dados de milhares de usuários

Ticketmaster alerta sobre possível vazamento de dados de milhares de usuários

A empresa reconheceu a presença de um malware que afetou um fornecedor de serviços de venda de bilhetes on-line e que pode ter ocasionado o roubo de informações pessoais de milhares de clientes em todo o mundo.

A empresa reconheceu a presença de um malware que afetou um fornecedor de serviços de venda de bilhetes on-line e que pode ter ocasionado o roubo de informações pessoais de milhares de clientes em todo o mundo.

Ticketmaster, o site de compra e venda de bilhetes on-line com presença em vários países, disse em um comunicado que, no último dia 23 de junho, o site da Ticketmaster no Reino Unido detectou a presença de um malware hospedado em um produto de atenção ao cliente de um provedor externo, chamado Inbenta Technologies, que opera internacionalmente, o que poderia ter causado o vazamento de informações pessoais e de pagamentos de 5% do banco de dados de clientes globalmente.

No comunicado, a empresa notifica os usuários sobre o incidente sofrido e recomenda modificar a senha de acesso. Embora a empresa garanta que o malware foi detectado no site do Reino Unido e que, de acordo com sua pesquisa, nenhum outro país foi afetado, a empresa destaque que recomendação deve ser seguida pelos clientes em todo o mundo.

Ainda assim, a empresa explicou que, logo que a presença deste software malicioso foi detectada, o produto Inbenta foi desativado em todas as páginas da Ticketmaster.

As informações que podem ter sido comprometidas incluem: endereço, e-mail, número de telefone, detalhes de pagamentos e credenciais de acesso da conta da Ticketmaster.

Enquanto a empresa garante que está dedicando todo o seu esforço para identificar as causas desse incidente, eles também estão trabalhando com os bancos e as empresas de cartão de crédito.

Por último, para aqueles usuários que foram afetados, a empresa oferece um serviço gratuito de monitoramento sobre a identidade do usuário vítima por 12 meses. Para acessar este serviço, os clientes devem entrar aqui.

Discussão