Quais características deve ter um aplicativo de backup ideal?

Quais características deve ter um aplicativo de backup ideal?

Mais além do dispositivo, também é importante pensar sobre qual software usar. Para te ajudar a escolher, descrevemos o aplicativo de backup ideal.

Mais além do dispositivo, também é importante pensar sobre qual software usar. Para te ajudar a escolher, descrevemos o aplicativo de backup ideal.

Diversas vezes destacamos a importância de fazer backup para restaurar a informação importante para o caso de infecção de ransomware ou outro tipo de malware. Além disso, é uma prática saudável na gestão da segurança e faz parte da maioria das políticas corporativas.

A nível pessoal, ter backups de suas fotos, vídeos e documentos também é de fundamental importância, porque são lembranças valiosas que, certamente, você não desejaria perder por uma infecção ou uma falha em seu equipamento. Para falar a verdade, o backup pode te salvar em diversas situações.

E apesar da oferta de dispositivos para realizar backup ser ampla, também é importante pensar sobre qual software será usado para criar backups. Existem aplicativos nativos de sistemas operacionais, externos, gratuitos, pagos, locais ou na nuvem, e, além disso, também é possível fazê-lo manualmente.

No entanto, quando o fluxo de informações e a frequência com a qual se atualiza os dados são elevadas, a opção manual perde o atrativo e é recomendável escolher um software que facilite a tarefa.

Considerando que existe uma série de questões que devem ser consideradas na hora dessa escolha, a seguir veremos 5 características que um aplicativo de backup ideal deve ter.

#1 Que permita selecionar manualmente a informação que deve ser guardada

É verdade que nem sempre devemos salvar tudo. Existem arquivos que não se modificam como as fotos, e outros que nem sequer devemos fazer o backup. Alguns precisam de frequência diária, outros semanal e outros anual.

O ponto de partida é uma adequada classificação dos tipos de informações que existem no sistema, onde está hospedado e os níveis de importância e criticidade que possuem. Assim, uma vez que saiba, é possível usar essas categorias para facilitar a tarefa em seu aplicativo de backup, de modo que possa escolher apenas as pertinentes.

#2 Que permita criar uma imagem do equipamento para restaurar o sistema operacional, os programas e arquivos do disco de inicialização

Algumas soluções permitem fazer o backup de um equipamento completo (não só a informação que hospeda, como também do sistema operacional e de todos os programas instalados) para poder usá-lo em outra máquina.

Seria como replicá-lo em sua totalidade, e isso pode ser de grande utilidade em equipamentos de trabalho que compartilham tarefas e usam as mesmas ferramentas para realizá-lo. Caso ocorra um incidente, esta funcionalidade permite restaurar o funcionamento muito mais rápido.

#3 Que permita estabelecer uma senha de proteção para acessar os dados e que criptografe as informações

A autenticação e a criptografia ajudam a garantir a confidencialidade das informações em um backup, especialmente contemplando casos nos quais o disco rígido ou qualquer outro suporte usado para o backup se traslade, se perda ou seja roubado.

Embora os dados criptografados não possam ser lidos nem alterados.

Além disso, os perfis com fortes medidas de verificação de identidade evitarão o acesso não autorizado.

#4 Que comprima os arquivos copiados para economizar espaço de armazenamento

Se o backup é feito todo o tempo, vão ficando dados residuais que ocupam recursos do sistema. Tê-los de forma comprimida economiza dinheiro e infraestrutura requerida para hospedar e administrar as cópias.

#5 Que permita selecionar a frequência de backup dos arquivos

Como falamos, nem todos os arquivos requerem a mesma frequência de backup nem devem estar disponíveis da mesma forma. Nesse sentido, é recomendável avaliar quanto tempo é necessário para realizar um novo backup para cada tipo de informação.

Por exemplo, segundo o país, existem normas que indicam que os registros contábeis devem ser armazenados por uma determinada quantidade de anos, e uma vez transcorrido esse período, não será mais necessário tê-los disponíveis.

Se o seu aplicativo permite selecionar a frequência do backup, poderá entender cada um destes casos de forma adequada, considerando também os arquivos que se atualizam a cada dia, semana ou mês, e os que apenas precisam de backup uma vez, entre outros casos.

Antivírus e backup, duas soluções complementares

A lista anterior te permitirá escolher o aplicativo de backup que mais se adapte a suas necessidades. No entanto, existem outras funcionalidades que podem ser oferecidas, como por exemplo a possibilidade de armazenar as cópias na nuvem.

Há pouco discutimos se é uma escolha segura ou não, e devemos ter em conta que o que serve para uma empresa pode não ser o melhor para outra. Novamente, insistimos na importância de diagnosticar antes de escolher, classificar e listar antes de executar, para que a experiência não gere problemas nem complique o trabalho.

A la vez, cabe destacar que un programa para respaldar información es complementario a una solución de seguridad; ninguno reemplaza al otro y deben implementarse a la par.

Um software antivírus permite proteger o equipamento de ameaças informáticas, evitando infecções como as de ransomware, por exemplo, que criptografam as informações. Por outro lado, a solução de backup permite manter uma cópia das informações para poder restaurá-la contra inconvenientes desse ou outro tipo.

Caso queira mais informações, dicas e opções para escolher o seu aplicativo de backup, leia também o nosso guia gratuito:

Discussão