É hora de "dar tchau” aos Windows XP e Vista (outra vez)

É hora de “dar tchau” aos Windows XP e Vista (outra vez)

O XP continua vivo, muito mais do que alguns de seus sucessores. Veja o que você deve fazer se desejo usar o Windows XP.

O XP continua vivo, muito mais do que alguns de seus sucessores. Veja o que você deve fazer se desejo usar o Windows XP.

Há exatamente três anos atrás, a Microsoft finalizou o suporte para o Windows XP. No entanto, apesar de ninguém emitir patches para as suas vulnerabilidades, quase 8% dos desktops no mundo continuam usando esse sistema operacional.

Paradoxalmente, o XP continua vivo, muito mais do que alguns de seus sucessores. O Windows Vista, que será abandonado pela Microsoft no próximo dia 11 de abril, só é executado em menos de 1% dos computadores e os números do Windows 8 e Windows 8.1 combinados superam ​​às estatísticas atuais do XP.

Você pode se perguntar, qual é a real razão para que as pessoas mantenham esse software tão antigo em seus equipamentos, mesmo tendo completado o seu ciclo de uso em abril de 2014.

Há várias razões:

  • Foi usado em um computador que executa um aplicativo-chave, que só funcionava no Windows XP.
  • Foi usado em um computador que opera uma parte de hardware, que só funcionava com o Windows XP. Isso ocorreu principalmente em casos de equipamentos industriais, médicos ou científicos, no qual o sistema operacional atuava como um tipo de controlador embutido, e o custo de atualizar o sistema para suportar versões mais novas (ou substituir) era muito mais alto.
  • Foi usado em computadores para executar um conjunto de tarefas específicas, familiares e confortáveis para o usuário (considerando essa forma).
  • Alguns usuários simplesmente não querem pagar por outra licença e não se preocupam com a segurança, considerando que usam o equipamento para atividades muito específicas, como navegar pelos sites de notícias e etc.

No entanto, a cada ano após o fim do suporte estendido, a probabilidade de problemas de segurança e incidentes aumenta. Assim, a menos que você esteja usando o XP em um ambiente isolado ou para atividades que não envolvam qualquer tipo de informação importante, seria interessante passar para uma versão mais recente, que ofereça uma experiência mais segura.

Sem patches e atualizações, o seu PC se torna um alvo mais fácil para códigos maliciosos que podem roubar ou danificar seus dados. O mesmo vale para muitas aplicativos específicas do XP que ficaram sem suporte nos últimos três anos e abrem uma maior superfície de ataque para os cibercriminosos.

No entanto, também existem algumas exceções para essa regra, como o Firefox, que anunciou que moverá automaticamente todos os usuários do Windows XP e Vista para a versão de suporte estendida.

Então, o que você deve fazer se desejo usar o Windows XP?

  1. Instale todas as atualizações disponíveis (Service Pack 3 é um bom começo) e atualize todo o software que você usa para a última versão disponível suportada para o XP.
  2. Se possível, execute o XP em um ambiente isolado, sem conexão com a Internet. Como uma alternativa, você sempre pode cortar a conexão quando não precisar mais.
  3. Use um software de segurança confiável, atualizado e com várias camadas. No entanto, lembre-se que para fazer isso será necessário conectar-se momentaneamente à Internet.
  4. Use contas de usuários separadas da de administrador, para limitar o possível uso malicioso das permissões em caso de que um atacante tome o controle do seu equipamento.
  5. Desativar as funcionalidades de AutoPlay e AutoRun, pois frequentemente são exploradas pelo malware ou pelos seus criadores para instalar ou transferir código malicioso à máquina da vítima.

Precisamos enfatizar que nenhuma dessas etapas manterá o seu computador completamente seguro; apenas reduzirão a superfície de ataque. A melhor opção é passar para um sistema operacional mais recente, oferecendo atualizações e patches, bem como aplicativos atualizados, e instalar uma solução de segurança com uma camada adicional de proteção.

Se você estiver procurando por uma alternativa para o obsoleto Windows XP, leia o nosso post “Segurança e privacidade no Windows 10: uma análise mais profunda”. E para tomar uma decisão mais assertiva, você também pode ler o whitepaper de Aryeh Goretsky sobre o Windows 10.

Discussão