10 razões pelas quais os cibercriminosos atacam aos smartphones

10 razões pelas quais os cibercriminosos atacam aos smartphones

Embora o objetivo seja melhorar a comodidade dos usuários, os smartphones estão se transformando em um alvo cada vez mais popular entre os cibercriminosos.

Embora o objetivo seja melhorar a comodidade dos usuários, os smartphones estão se transformando em um alvo cada vez mais popular entre os cibercriminosos.

Não há dúvida que os smartphones se converteram em uma parte essencial da vida, pois nos permitem realizar diversas tarefas, tornando nossas atividades cotidianas muito mais fáceis e agradáveis.

No entanto, embora o objetivo seja melhorar a comodidade dos usuários, é evidente que os smartphones estão se transformando em um alvo cada vez mais popular entre os cibercriminosos.

Por que os atacantes estão tão interessados em obter acesso aos nossos dispositivos? Confira o post de hoje e saiba mais!

1. Seu smartphone sabe tudo sobre você

A quantidade de informações armazenadas em um smartphone tem aumentado muito nos últimos anos.

A conectividade dos aplicativos móveis faz com que armazenem grande parte dos nossos dados pessoais, seja informações de uma “conta bancária” ou “qual a nossa pizza favorita”. Para um ciberdelinquente que realiza o roubo de identidade, um smartphone é uma mina de ouro.

2. É uma porta de entrada para as empresas e outras organizações

A prática de levar o próprio dispositivo ao trabalho (BYOD, em inglês) se transformou em uma das tendências mais destacadas entre empresas em todo o mundo.

Uma pesquisa publicada em 2015 revelou que 74% das empresas já adotam ou planejavam adotar políticas BYOD, e se estipula que esse mercado passará dos 350 bilhões de dólares em 2022. Para os cibercriminosos, esses dispositivos são a porta de entrada ideal para o roubo de informações corporativas de grande valor.

3. Sua segurança pode não ser suficiente

Syda-Productions1

O aumento de práticas BYOD também já causou muitas dores de cabeça para um grande número de empresas em diversos setores, principalmente devido às dificuldades para desenvolver uma abordagem unificada de segurança.

Em uma recente pesquisa do Tech Pro Research para diretores de informática, administradores de tecnologia e outros profissionais de TI, 45% dos entrevistados responderam que os dispositivos móveis representam o maior risco para a infraestrutura de uma empresa, principalmente considerando a natureza fragmentada de algumas plataformas móveis.

4. O preenchimento automático é cada vez mais usado

Uma das razões pelas quais os celulares armazenam tanta informação pessoal é principalmente pelo desejo de melhorar a nossa conveniência. Como os dispositivos normalmente possuem um grande número de serviços por meio de aplicativos, a quantidade de diferentes logins agora é maior do que nunca.

Por isso, o usuário costuma buscar comodidade usando os diversos sistemas disponíveis de preenchimento automático, que constituem um risco de segurança em si mesmo. Caso você tome essa decisão, apenas porque é um problema lembrar de todas as senhas, há uma forma de resolvê-lo sem precisar utilizar o preenchimento automático: instale um gerenciador de senhas para armazenar todas as suas chaves sem ter que memorizá-las.

5. É uma forma de ter acesso a sua carteira

Os celulares podem ser utilizados para transferir dinheiro e, inclusive, como método de pagamento. O Google Wallet, a Apple Pay e o Samsung Pay são os principais sistemas de pagamento móvel, e alguns experts falam que essa tendência continuará durante os próximos anos. No entanto, o único inconveniente é que atraiam bastante a atenção dos cibercriminosos.

6. Os telefones sabem onde você está e trabalha

En muchas circunstancias, los motivos por los que se rastrea un dispositivo son totalmente inocentes, como ayudarte a sacar el máximo provecho de tus datos y apps. Por ejemplo, si estás fuera de casa, puedes consultar recomendaciones de restaurantes o negocios cercanos simplemente pasando el dedo un par de veces sobre la pantalla.

Em diversas circunstâncias, os motivos pelos quais um dispositivo é rastreado são totalmente inocentes, como aproveitar ao máximo os seus dados e aplicativos. Por exemplo, se você está fora de casa, pode pesquisar por recomendações de restaurantes ou lojas próximas simplesmente passando o dedo sobre a tela do celular.

No entanto, tentar se aproveitar (de forma maliciosa) das funcionalidades do GPS de um dispositivo não é uma tarefa tão difícil; por exemplo, muitos jogadores utilizam esse método para burlar um popular jogo de realidade aumentada, o Pokémon GO. No entanto, nas mãos dos cibercriminosos, um GPS infectado pode ser muito mais perigoso.

7. Bluetooth

bluetooth

Há muitos anos, o Blutooth está presente como uma funcionalidade habitual nos smartphones e outros dispositivos móveis. No entanto, assim como o GPS, é uma potencial porta de entrada para os cibercriminosos.

Através do Blutooth, os atacantes podem dar lugar ao Bluesnarfing (que permite acessar, extrair e até mesmo modificar as suas informações pessoais) ou ao Bluebugging (que pode permitir ao cibercriminoso tomar o controle total do celular).

No entanto, embora exista um risco, esses métodos estão se tornando cada vez mais difíceis de serem aproveitados pelos atacantes.

8. Alguns golpes foram criados especificamente para os dispositivos móveis

Existem muitas táticas conhecidas por meio das quais os cibercriminosos podem utilizar seu smartphone para conseguir dinheiro rapidamente. Em países como a China, por exemplo, é possível usar um malware para acessar aos dispositivos e fazer ligações para números Premium com tarifas extremamente altas.

Além de serem potencialmente lucrativos, esses golpes também são capazes de atingir um grande número de dispositivos. Sem ir muito longe, na América Latina, existem muitos casos de golpes que se propagam entre os usuários do WhatsApp e outros aplicativos para dispositivos móveis.

9. Os dispositivos móveis são uma excelente forma de enviar spam

Todo mundo odeia o spam. Bom… exceto os cibercriminosos, claro.

Embora sejam muitas as razões pelas quais utilizam a tática do envio de spam, para a maioria deles, os smartphones são a plataforma ideal para realizar esse tipo de processo. Isso se deve principalmente ao fato de que é muito mais difícil para os provedores de serviços rastrearem e bloquearem os infratores.

10. Os usuários ignoram os perigos

Muitos usuários mais experientes em tecnologia já estão bastante familiarizados com as melhores práticas quando usam equipamentos portáteis, mas os smartphones costumam estar fora dessa lista de prioridades.

É uma realidade surpreendente, considerando que esses dispositivos são alvo de ataques desde 2004. Hoje em dia, não apenas os tipos de malware “tradicionais” tentam atacar aos usuários móveis, como também existem famílias de rasomware projetadas para esse tipo de equipamento.

No entanto, como agora a ameaça é mais visível do que nunca, pouco a pouco estamos começando a entender que a segurança é importante. Por isso, é fundamental dar a importância que merece. Pense nisso!

Discussão