Proteja sua família com algumas tarefas de segurança

Proteja a sua família com algumas tarefas de segurança

Manter a sua família segura na Internet não é algo que pode ser resolvido de uma só vez: algumas tarefas de segurança podem te ajudar.

Manter a sua família segura na Internet não é algo que pode ser resolvido de uma só vez: algumas tarefas de segurança podem te ajudar.

A Internet evolui constantemente: está a cada dia melhor, mais atrativa, relevante e, sem dúvidas, mais poderosa. A medida que mais dispositivos (e também artifícios) se conectam, também se torna mais complexa. A infraestrutura da Internet, tanto física como digital, é algo digno de contemplação.

No entanto, é importante estarmos cientes sobre o fluxo constante de mudanças tecnológicas; do contrário, não apenas vamos “estar por fora” das novidades e inovações tecnológicas (que podem ter um impacto muito positivo e maravilhoso em nossas vidas), como também ficaremos mais expostos aos ciberataques.

A cada dia, com mais frequência, as ameaças que estão na web são tão perigosas e prejudiciais como as que experimentamos no mundo físico, e é por isso que as mesmas regras e cuidados devem ser aplicados em ambos âmbitos. Assim como também é importante manter sua casa limpa e organizada por meio de limpezas periódicas (e comprovar a segurança dos eletrodomésticos, uma tarefa que deve ser dos pais), sua equivalência digital também é importante.

Dessa forma você pode ficar mais seguro, garantindo que os dispositivos funcionem com capacidade máxima; que os ativos digitais se mantenham nas melhores condições possíveis; que a desordem digital desapareça e, o mais importante, que tudo esteja protegido.

Se você implementar esta lista de tarefas de segurança (sugestão da ESET), o que idealmente deveria fazer uma vez por mês (ou pelo menos a cada três meses), já terá andado grande parte do caminho. Dessa forma, todos ganham: as crianças e os adultos.

1. Mantenha em dia a segurança online de sua família

Quanto mais você falar sobre essas tarefas para as crianças, mais fácil será para que aceitem, podendo se converter em algo que sabem que devem fazer a cada mês, assim como reconhecem quando chega a sua vez para os afazeres domésticos.

Além disso, os ajudará a compreender porque a segurança online é importante e as coisas das quais devem cuidar. Estimula um ambiente onde todos se sintam cômodos para conversando sobre as coisas boas e más. Por último, é útil para os pais, ler novidades sobre os acontecimentos mais recentes relacionados com a segurança da informação e tecnologia.

2. Garanta que todos os dispositivos tenham o software sempre atualizado

Hoje em dia, as atualizações de software são frequentes e substanciais. As razões são duas: a primeira, melhorar os aplicativos de modo que incluam as últimas funcionalidades; a segunda, manter aos usuários protegidos contra numerosas ameaças (como o malware).

Com respeito a este último ponto, embora faça todo o possível para garantir que o software esteja protegido desde o primeiro momento, as vulnerabilidades existem. Podem ser descobertas por investigadores de segurança ou, com má sorte, pelos cibercriminosos. Se não faz atualizações periódicas, as falhas detectadas em uma versão particular de software pode continuar aproveitando-se disso indefinidamente.

3. Exclua os elementos digitais que você não precisa

Claro que é muito mais fácil visualizar as pertinências físicas que imaginar as digitais. Com os livros, a música e os documentos empilhados em sua casa é mais fácil ter uma ideia da quantidade e do espaço que ocupam. No entanto, em um computador, por exemplo, há milhares de listas de música, pastas dentro de outras pastas, sucessão de arquivos e outros elementos que não são tão fáceis de imaginar.

No entanto, ainda assim, uma grande parte da informação pode-se interpretar como desorganização: os artigos que já não são úteis ou que não vale a pena guardar são inclusive uma carga desnecessária. Além disso, consomem espaço, embora seja apenas digital. Por outro lado, assim como precisa fazer a limpeza de suas posses tangíveis, também deve fazer com as digitais, eliminando arquivos e tudo o que esteja demais. Quando terminar a tarefa, você se sentirá muito bem e terá melhorado sua segurança, já que terá menos coisas das quais os cibercriminosos podem aproveitar para atacar.

4. Seja criativo quando criar sua senha

Inclusive no mundo atual, que gira em torno da tecnologia e está super conectado, ainda devemos lutar para proteger o acesso a nossa vida pessoal e profissional. Por exemplo, ainda há certa inclinação para escolher senhas fracas.

Uma vez mais, se os pais estimulam aos filhos a adotarem boas práticas no uso de senhas desde cedo, é mais provável que possam continuar com este hábito quando sejam adultos, porque se tornará uma rotina. No entanto, quando as crianças são jovens demais, é melhor transformá-la em uma atividade atrativa: pode resultar muito divertido usar palavras e caracteres de forma aleatória.

Para ler mais informações, confira as dicas para construir uma senha segura.

5. Faça backup de todos os dados

Os cibercriminosos (com motivações fincanceiras) se deram conta de que nossos dispositivos pessoais não apenas uma mina de ouro (dado o que podem fazer com a informação pessoal), são também um meio pelo qual podem extorquir as vítimas inocentes. Como resultado, uma das tendências mais importantes dos último anos tem sido o ransomware.

Este tipo de software malicioso, quando é ativado, criptografa os dispositivos ou os dados para que se tornem inacessíveis, deixando-os praticamente impenetráveis. Embora pagar o resgate pareça as vezes uma maneira simples de recuperá-los, fazê-lo não te garante que devolverão o acesso ao dispositivo ou aos arquivos; além disso, não é aconselhável já que estabelece um mal precedente.

A solução é realizar o backup de seus dados de forma periódica. Desta maneira, você terá certeza de que se algum dia se encontrar nesta lamentável situação, contará com uma cópia para restaurar os dados.

Cumprindo com estas tarefas de segurança, de forma periódica, você protegerá sua família e poderá se transformar em um digipai com facilidade.

Discussão