“Selfies” comprometedoras de Profissionais de TI também correm risco

“Selfies” comprometedoras de Profissionais de TI também correm risco

Ao parecer, a Jennifer Lawrence não á a única pessoa com selfies comprometedoras em seu dispositivo móvel. De acordo com uma nova pesquisa da ESET, 39% dos profissionais mais renomados do Reino Unido confessaram que se eles perdessem os seus celulares, algumas de suas fotos, selfies e demais informações armazenadas poderiam comprometê-los. Essa pesquisa, realizada

Ao parecer, a Jennifer Lawrence não á a única pessoa com selfies comprometedoras em seu dispositivo móvel. De acordo com uma nova pesquisa da ESET, 39% dos profissionais mais renomados do Reino Unido confessaram que se eles perdessem os seus celulares, algumas de suas fotos, selfies e demais informações armazenadas poderiam comprometê-los. Essa pesquisa, realizada

Ao parecer, a Jennifer Lawrence não á a única pessoa com selfies comprometedoras em seu dispositivo móvel. De acordo com uma nova pesquisa da ESET, 39% dos profissionais mais renomados do Reino Unido confessaram que se eles perdessem os seus celulares, algumas de suas fotos, selfies e demais informações armazenadas poderiam comprometê-los.

Essa pesquisa, realizada na IPEXPO*, levou em consideração os hábitos de 500 profissionais de TI, e também revelou que 46% dos entrevistados admitiram que se eles perdessem seus celulares (com informação relacionada ao trabalho nos mesmos) e atacantes conseguissem acessar os dados contidos nesses celulares, a empresa onde eles trabalham correriam vários riscos. Além disso, 15% dos entrevistados confessaram que não têm como ter certeza absoluta que as fotos que eles possuem em seus dispositivos não estão ao alcance de suas próprias famílias!

Mark James, especialista de segurança da informação da ESET afirmou que: “As últimas notícias sobre a divulgação de dados roubados de telefones de celebridades e fotos sendo publicadas deveriam servir de exemplo. Telefones celulares são alvos interessantes para cibercriminosos devido à ampla quantidade de dados que eles podem armazenar. Imagine se você se encontra na mesma situação que a Jennifer Lawrence. Creio que a maioria das pessoas se sentiria completamente humilhada. Meu conselho a usuários de celulares é que tenham muita precaução com o tipo de dados que guardam em seus dispositivos. Se você tem algo em seu dispositivo que pode lhe comprometer pessoalmente ou profissionalmente, delete essas informações ou assegure-se de que a segurança do seu dispositivo é uma prioridade, e não algo a lamentar depois.”

Outros dados preocupantes revelados por essa pesquisa, é que embora a maioria dos entrevistados admitam armazenar dados comprometedores em seus dispositivos, 22% não conta com uma forma de deletar esses dados remotamente.

“A possibilidade de limpar todos os dados remotamente é a única garantia no caso de um celular perdido, e estou surpreso que ainda existam profissionais que ainda não adotaram essa funcionalidade. Basicamente, essa função permite ao usuário deletar todos os dados armazenados no dispositivo. Em outras palavras, a pessoa que encontra o dispositivo não poderá acessar a informação contida nele. Se o usuário decide armazenar dados comprometedores em seu dispositivo e esse dispositivo acaba em mãos erradas, eu sugiro que esse usuário utilize um software de segurança que ofereça essa funcionalidade”, resume James.

Outro dado curioso revelado nessa pesquisa é que, mesmo com toda a publicidade gerada pela publicação das fotos reveladoras da atriz Jennifer Lawrence, somente 12% dos entrevistados disseram que viram as fotos e que essas fotos estiveram disponíveis em seus escritórios.

Para ajudar a proteger dados em dispositivos móveis, a ESET recomenda os seguintes passos:

  • Utilize uma senha em seu celular, sempre.
  • Restrinja o tempo que e-mails são armazenados no celular – não armazene dados desnecessários por mais de 2 dias.
  • Restrinja a quantidade de informação armazenada no celular.
  • Não guarde fotos que não sejam necessárias no celular, e passe as mesmas a um computador ou disco externo sempre que possível, já que são meios de armazenamento mais seguros.
  • Entenda melhor os meios onde fotos são armazenadas.
  • Faça backups frequentemente, e certifique-se que esses backups estejam funcionando corretamente.
  • Sempre que possível, adquira produtos que possibilitem bloquear e limpar os dados do dispositivo remotamente. Se o dispositivo é extraviado, é possível bloqueá-lo ou até mesmo eliminar todos seus dados. Lembre-se que as probabilidades de recuperar um dispositivo extraviado são muito baixas.

*Essa pesquisa foi realizada na IPEXPO em outubro de 2014, e tinha como objetivo entender os hábitos de 500 profissionais de TI.

Discussão