O que os usuários compartilham nas redes sociais?

O que os usuários compartilham nas redes sociais?

Todos os meses os leitores compartilham conosco tendências e estatísticas sobre diversos assuntos em resposta às pesquisas mensais da ESET América Latina. Em janeiro, a pesquisa abordou o tema “redes sociais”, e como os usuários compartilham informação sensível através delas. A alta popularidade de redes como Facebook e Twitter, devido às suas características únicas como

Todos os meses os leitores compartilham conosco tendências e estatísticas sobre diversos assuntos em resposta às pesquisas mensais da ESET América Latina. Em janeiro, a pesquisa abordou o tema “redes sociais”, e como os usuários compartilham informação sensível através delas. A alta popularidade de redes como Facebook e Twitter, devido às suas características únicas como

Todos os meses os leitores compartilham conosco tendências e estatísticas sobre diversos assuntos em resposta às pesquisas mensais da ESET América Latina. Em janeiro, a pesquisa abordou o tema “redes sociais”, e como os usuários compartilham informação sensível através delas.

A alta popularidade de redes como Facebook e Twitter, devido às suas características únicas como a possibilidade de compartilhar informação e notícias atingindo um grande alcance e impacto em poucos segundos, ou a possibilidade de reencontrar pessoas que não se vê há certo tempo, levaram os usuários a mudar seus hábitos com respeito aos dados que publicam através da rede.

No seguinte gráfico é possível observar a porcentagem de utilização de algumas redes sociais segundo as estatísticas coletadas:

Sobre o tipo de informação compartilhada, 68,6% das pessoas que responderam a pesquisa afirmaram não compartilhar nada pessoal nas redes sociais. Contudo, 31,4% responderam o contrário. Dentre esse grupo, os que publicam seu número de telefone representam 57,8%, seguidos dos que publicam seu horário e local de trabalho, com 33,3%, sua residência com 22%, e finalmente a data de suas férias com 20%. Apesar de a maioria não publicar esse tipo de informação, recomendamos a quem o faz ser muito cauteloso, já que não somente os criminosos virtuais podem utilizar essa informação em seu benefício, como também criminosos “de carne e osso”, que poderiam aproveitar a data em que você não se encontra em sua residência para cometer algum delito, como roubo.

Por outro lado, 32,7% dos participantes da pesquisa afirmaram adicionar contatos desconhecidos em suas contas, sendo o motivo “conhecer gente nova” o mais citado, com 73% dos votos. Isso é extremamente preocupante para menores de idade, que podem ser vítimas de pessoas adultas sem escrúpulos. O alerta é para os pais ou responsáveis, que devem zelar pelo uso seguro das redes sociais pelas crianças. No hotsite “Família Segura” da ESET Brasil você pode encontrar guias completos com dicas e informações sobre o assunto.

Também destaco que 45,6% dos entrevistados informaram acessar redes sociais utilizando celulares com conexão sem fio. Além dos riscos inerentes a esse tipo de acesso à Internet, como a possibilidade de alguém interceptar as credenciais de início de sessão em um Wi-Fi público, é possível que os criminosos virtuais utilizem táticas de engenharia social para esse tipo de usuário. Por isso mesmo, recomendamos proteger seu smartphone com uma solução de segurança integral que seja capaz de detectar de forma proativa códigos maliciosos desenvolvidos para dispositivos móveis.

Por fim, convidamos você a participar do sorteio de uma licença do ESET Smart Security 5, respondendo nossa pesquisa de fevereiro sobre dispositivos móveis.

André Goujon
Especialista de Awareness & Research

Discussão